Inserção profissional de recém-graduados em tempos de inseguranças e incertezas

Luciana Albanese Valore, Gabrielle Ana Selig

Resumo


Este estudo teórico aborda os cenários profissionais contemporâneos, evidenciando alguns efeitos das lógicas globais, como a instituição de projetos a curto prazo, na relação indivíduo-trabalho e nos modos de subjetivação. Tendo em vista que a população brasileira mais afetada pelas recentes transformações no mercado de trabalho consiste nos jovens que buscam o primeiro emprego, objetiva analisar o processo de inserção profissional de recém-graduados, identificando as principais estratégias adotadas frente à incerteza dos novos tempos. Estas, ao que parece, configuram-se mais como falta de opção do que como escolha pessoal e legitimam a responsabilidade individual, atribuída pelo discurso neoliberal, como condição exclusiva para o sucesso profissional. Conclui-se que o conhecimento e a reflexão crítica sobre os imperativos que regem a inserção no mundo do trabalho na atualidade tornam-se imprescindíveis nas práticas da formação universitária e nos processos de escolha e de planejamento de carreira.

Palavras-chave


Inserção profissional; Recém-graduados; Mercado de trabalho; Escolha profissional; Subjetividade

Texto completo:

PDF HTML


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2010.8962

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com