A identidade corpo-psique na psicologia analítica

Yone Buonaparte d'Arcanchy Nobrega Nasser

Resumo


O presente trabalho disserta sobre a identidade corpo-psique através das contribuições que a teoria junguiana traz para a compreensão do tema. Este artigo foi produzido com a intenção de se tornar um material de cunho introdutório para aqueles que desejarem uma iniciação sobre este.  Utiliza conceitos fundamentais da psicologia analítica, tais como arquétipo psicóide, complexo e instinto psiquificado. Versa sobre a atualidade dessa teoria, um século após suas fundação, procurando demonstrar seu caminho de acordo com a mudança paradigmática que começava a ser exposta na passagem do século XIX para o XX. Na verdade, entre outros saberes, mostrou ser um dos expoentes - como a psicanálise - dessa mudança através dos métodos de investigação pelos quais produziram seus conteúdos. A passagem do paradigma da modernidade para o da complexidade - assistido desde então - e o conceito de transdisciplinaridade, apontado por Edgar Morin, foram aqui sublinhados para futuras complementações desse estudo.

Palavras-chave


Identidade corpo-psique; Psicologia analítica; Teoria junguiana; Arquétipo psicóide; Instinto psiquificado

Texto completo:

PDF HTML


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2010.8957

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com