A continuidade pós-separação: necessidades comuns aos ex-cônjuges e seus filhos

Sofia Débora Levy

Resumo


No presente artigo, na interface das áreas Clínica e Jurídica em Psicologia, pretendemos demonstrar que, apesar do advento da Lei do Divórcio na sociedade brasileira, com vias a oportunizar a desconstrução e reconstrução de laços familiares mais construtivos, a destrutividade já então presente nas relações entre os ex-cônjuges e seus filhos assumiu novas formas de violência. As graves conseqüências para todos os envolvidos urgem ser abordadas, delineadas e cuidadas pelas áreas da Psicologia e do Direito. Apresentamos contribuições no âmbito da psicologia existencial, de modo a evidenciar algumas necessidades comuns aos indivíduos como limiar para uma convivência familiar construtiva.

Palavras-chave


Ex-conjugalidade; Parentalidade; Violência; Integridade psíquica

Texto completo:

HTML PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2010.8865

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com