"O Dr. Alô falou para não contrariar": a consolidação da psiquiatria no Paraná na primeira metade do século XX

Andrea de Alvarenga Lima, Adriano Furtado Holanda

Resumo


Através de uma retomada da história de vida e dos escritos do psiquiatra paranaense Alô Ticoulat Guimarães (1903-1985), o presente trabalho objetiva evidenciar as inter-relações entre o contexto social e a constituição do saber psiquiátrico em Curitiba, Paraná. Entre outros muitos e variados cargos, Dr. Alô foi o primeiro professor catedrático de clínica Psiquiátrica da Universidade do Paraná e, por mais de três décadas, esteve à frente dos dois maiores hospitais psiquiátricos do estado. Tendo o método fenomenológico como substrato, foram utilizados procedimentos da pesquisa historiográfica documental e consultados os acervos da UFPR, da Biblioteca Pública do Paraná e da Federação Espírita do Paraná. Apoiados nas reflexões do sociólogo Norbert Elias (1897-1990), sobre as relações entre indivíduo e sociedade, discute-se as diferentes facetas (econômica, cultural, social) inter-relacionadas no processo específico que, em Curitiba, constitui uma configuração social que centraliza tanto poder na mão de um único indivíduo, "o especialista".

Palavras-chave


Saúde Mental; História da Psiquiatria; Paraná; Norbert Elias

Texto completo:

HTML PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2011.8767

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com