Um estudo comparativo entre dados sociodemográficos e neuroticismo

Mansueto Dal Maso, Fabio Biasotto Feitosa

Resumo


O neuroticismo tem sido referido como um importante indicador de saúde mental. O estudo do grau de neuroticismo em uma dada população pode ser estratégico para o planejamento de políticas e programas de saúde coletiva. O objetivo do presente estudo foi avaliar o neuroticismo em estudantes universitários do Estado de Rondônia. Participaram como sujeitos deste estudo de levantamento 1.031 universitários de ambos os sexos, entre 18 e 75 anos, que autoavaliaram seu grau de neuroticismo. Os dados foram coletados mediante uso de um formulário com itens sociodemográficos e da Escala Fatorial de Neuroticismo – EFN. Os resultados mostraram que o neuroticismo variou significativamente conforme o sexo e o estado civil. Discutem-se as implicações teóricas e práticas do neuroticismo para a atuação psicológica em saúde coletiva.

Palavras-chave


Neuroticismo; Depressão; Coping

Texto completo:

HTML PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2013.8611

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com