Atletas de Mixed Martial Arts (MMA): Trabalhadores Precários e Invisíveis

Juliana Aparecida de Oliveira Camilo, Livia Gomes Viana-Meireles

Resumo


A atuação vigorosa dos lutadores de Mixed Martial Arts (MMA), amplamente explorada pelas mídias, patrocinadores e academias, oculta a fragilidade dos vínculos laborais e as condições incertas de trabalho. Mediante este cenário foi nosso objetivo compreender as condições laborais dos lutadores de MMA no Brasil. Metodologicamente, seguimos os pressupostos da etnografia, com observações e conversações, que foram registradas em um diário de campo ao acompanhar a rotina de dois atletas em um evento de expressão nacional. Estes registros foram analisados por meio da análise de conteúdo e passaram por um processo de síntese, análise e discussão. As análises foram apoiadas na psicodinâmica do trabalho. Compreendemos aqui que o trabalho destes lutadores estava envolvido em uma complexa situação de precariedade e invisibilidade laboral perante diferentes atores sociais: patrocinadores, mídia, academias, fãs e até mesmo para eles próprios. Tal situação gerava a manutenção de extrema exploração, fragilidade em vínculos laborais e a consequente banalização das injustiças sociais por eles sofridas. A precariedade e invisibilidade do trabalho dos lutadores de MMA, a despeito do que a mídia mostra, estampa um contingente de atletas profissionais que estão longe de condições mínimas laborais e/ou das cifras milionárias que constantemente as mídias exibem.

Palavras-chave


psicologia social do esporte; psicologia do esporte; psicologia social do trabalho; MMA

Texto completo:

HTML PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2022.68636

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com