Compreensões Fenomenológicas da Reexposição ao Trauma Sexual com Base nos Relatos de Mulheres

Bruna Sterza Nicoletta, Marcelo Feijó Mello, Myrna Coelho

Resumo


Esta pesquisa foi desenvolvida a partir do projeto temático "Transtorno de estresse pós-traumático e neuroprogressão: trauma e estresse no aumento da carga alostática e aceleração do processo de envelhecimento", realizado com mulheres vítimas de violência sexual e que desenvolveram estresse pós-traumático no estado de São Paulo. Neste estudo, são apresentados relatos de violência sexual na infância e na adolescência e sua reexposição na vida adulta e, com isso, tem como objetivo trazer à luz compreensões acerca dessa vivência a fim de abrir possibilidades de intervenções adequadas. Foram realizadas entrevistas reflexivas com quatro colaboradoras que, na triagem do Projeto Temático, responderam positivamente a um questionário de abuso e negligência durante a infância e na adolescência. Na análise fenomenológica, seus discursos foram separados em oito categorias de sentido (Afeto, Culpa, Mundo familiar, Não dito, Racismo, Profissionais, Hoje e Reexposição à violência sexual). Concluiu-se que a violência sexual diz respeito a uma responsabilidade política, uma vez que as colaboradoras culpam-se por acreditarem que a vulnerabilidade delas reside em algum comportamento provocado por elas mesmas e não por mais um dispositivo de violência contra a mulher.

Palavras-chave


violência contra a mulher; trauma sexual; análise de discurso

Texto completo:

HTML PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2022.68634

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com