Avaliação Formal e Conhecimento de Professores sobre o Letramento na Educação Infantil

Lilian Maria Carminato Conti, Lidia Maria Marson Postalli, Deisy das Graças de Souza

Resumo


Este estudo comparou a avaliação de pré-escolares feita por professores com os resultados obtidos pela aplicação da Escala de Letramento Emergente pela pesquisadora. Participaram 20 alunos de quatro turmas do último ano da Educação Infantil e respectivas professoras. Cada professora indicou três alunos com baixo desempenho e três com bom desempenho nas atividades em sala de aula. A Escala foi aplicada pela pesquisadora e um questionário baseado na Escala foi respondido pelas professoras. Os resultados mostraram que as avaliações das professoras apresentaram escores altos atribuídos aos alunos indicados com bom desempenho, aproximando daqueles obtidos com a Escala. Para oito dos doze alunos indicados com baixo desempenho, as avaliações das professoras apresentaram conceito mais baixo do que o escore aferido pela Escala. Os resultados contribuem para discutir práticas educativas uma vez que, em algumas ocasiões, o professor pode identificar a dificuldade do aluno em aprender determinados conteúdos. Estudos futuros devem considerar o planejamento e a oferta de atividades na formação de professores.

Palavras-chave


educação infantil; letramento; percepção de professores; avaliação; aprendizagem

Texto completo:

HTML PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2021.64043

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com