Compreensão de Trabalho Decente entre Jovens com Baixa Qualificação

Marcelo Afonso Ribeiro, Bruno Bones Valdo da Costa, Iramaia de Almeida Gonçalves

Resumo


Trabalho decente é um conceito proposto pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) com base nos contextos de trabalho dos países desenvolvidos e em fatores socioeconômicos. A psicologia e os países do Sul global podem contribuir na ampliação do conceito. Assim, fundamentados na pesquisa qualitativa consensual e por meio de entrevistas semiestruturadas em profundidade, visamos compreender as concepções de trabalho decente de 20 jovens brasileiros/as com baixa qualificação a partir de uma leitura psicossocial com base na teoria da psicologia do trabalhar (PWT). Os principais resultados indicaram a compreensão de que o trabalho realizado pelos/as participantes não era um trabalho decente, não seria estruturante da vida, e que atenderia às necessidades de sobrevivência, mas impediria a autodeterminação. As implicações do estudo apontaram, em termos conceituais e políticos, para a necessidade de contextualizar a concepção de trabalho decente, agregando a ideia de versões distintas do trabalho decente, variando em função de contextos distintos, e reconstruir as práticas de orientação profissional, de carreira e de gestão de pessoas, de acordo com as características socioculturais do público-alvo, visando sua ampliação e diversificação.

Palavras-chave


trabalho informal; condições de trabalho; identidade; autodeterminação; projeto de vida

Texto completo:

HTML PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2021.63945

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com