Saúde Mental na Atenção Básica: Análise das Práticas de Apoio Matricial na Perspectiva de Profissionais

Larissa Moraes Moro, Guilherme Severo Ferreira, Kátia Bones Rocha

Resumo


Este estudo objetiva analisar os processos de trabalho em saúde mental na perspectiva de profissionais da Atenção Básica (AB) de Porto Alegre/RS, estabelecendo aproximações e distanciamentos nas práticas desenvolvidas, conforme a modalidade de apoio matricial: equipes de referência de saúde mental e equipes de NASF-AB. Estudo qualitativo transversal, realizado em oito serviços, na qual participaram 20 profissionais. Entrevistas semiestruturadas foram conduzidas e analisadas através da Análise Temática. Analisou-se que as equipes de NASF se mostraram mais presentes nas unidades, o que contribui para a construção de ações conjuntas com as Equipes de Saúde da Família. O apoio matricial mostrou ter efeitos na diminuição dos encaminhamentos, na maior participação das equipes nas ações de saúde mental e no aumento da resolutividade da atenção. Destaca-se a importância do estabelecimento de medidas e ações que busquem consolidar todas os tipos de equipe de apoio matricial enquanto estratégia de qualificação da atenção à saúde mental na AB.

Palavras-chave


saúde mental; apoio matricial; atenção básica

Texto completo:

HTML PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2020.52563

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com