O Uso do Jogo Digital "Hospital Mirim" como Estratégia de Enfrentamento à Procedimento Invasivo

Kamilla Regatieri Furtado, Tatiane Lebre Dias, Alice Marchett, Eunice Pereira dos Santos Nunes

Resumo


Os procedimentos invasivos que envolvem agulha são capazes de provocar dor e ansiedade nas crianças, em função de implicarem uma expectativa de sofrimento físico e perda de controle da situação. A utilização de atividades lúdicas visa minimizar os efeitos dos processos dolorosos, se constituindo como estratégias de humanização para o contexto hospitalar. Este trabalho investigou os efeitos do serious game "Hospital Mirim" como estratégia de enfrentamento ao procedimento invasivo de coleta de sangue. Participaram 40 crianças com idade entre seis e 10 anos, sendo 20 do grupo controle e 20 do grupo experimental (intervenção), sorteadas aleatoriamente. Os instrumentos incluíram: (a) Entrevista semiestruturada; (b) Jogo digital Hospital Mirim; (c) Escala de dor; (d) Escala de observação de procedimento invasivo. Os resultados permitiram verificar que: (a) o grupo controle na etapa de pós-procedimento invasivo apresentou maior percepção de nível de dor comparado ao grupo experimental; (b) houve diferença significativa nos grupos entre a percepção da dor e os comportamentos apresentados durante o procedimento; (c) não houve diferença entre os grupos em relação aos comportamentos durante o procedimento invasivo. De modo geral, o jogo foi um instrumento facilitador ao enfrentamento da coleta de sangue pelas crianças, diminuindo a percepção da dor.

Palavras-chave


procedimento invasivo; criança; jogo digital "hospital mirim"

Texto completo:

HTML PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2020.50831

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com