Redes de ódio: A homofobia no Facebook

Lawerton Braga da Silva, Renata Lira dos Santos Aléssio

Resumo


A homofobia é um fenômeno relevante que está presente nas relações sociais, por meio de crenças, emoções, ideologias e posicionamentos. Este artigo analisou as diferentes formas de expressões da homofobia a partir de uma postagem no Facebook da página "Quebrando o Tabu" à luz da teoria das representações sociais. As relações intergrupais, presentes no coração da teoria, se constituíram como processos norteadores das discussões. A partir de um vídeo a respeito da homossexualidade foram selecionados 1.592 comentários. Os dados foram analisados pelo software IRAMUTEQ por meio de uma classificação hierárquica descendente que resultou em quatro classes de discursos. A Classe 1 (40%), denominada, "Respeito"; a Classe 2 (22.1%), "Debate político-ideológico"; a Classe 3 (12.9%), "Influência da homossexualidade para as crianças" e; por fim, a Classe 4 (25%), denominada de "Acusação aos homossexuais de deturpação da igreja". Os resultados evidenciaram em todas as classes a existência de conflitos entre grupos; diferenças entre as expressões homofóbicas; um discurso que justificava os posicionamentos por meio dos valores igualitário, além de evidenciar que as expressões contra homossexuais estavam ancoradas em três explicações, a saber, bio-religiosas, ético-morais e psicossociais.

Palavras-chave


preconceito; homossexualidade; Facebook; representações sociais; relações intergrupais

Texto completo:

HTML PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2019.43004

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com