Influência: um problema Político-Terapêutico na Genealogia da Psicanálise

Tatiane de Andrade

Resumo


O presente artigo tem por objetivo traçar uma genealogia possível da técnica psicanalítica apontando para a importância das dimensões histórica, política e social na construção da psicanálise. A partir do fenômeno do magnetismo animal, postulado por Franz Anton Mesmer, no século XVIII, passando pela hipnose e pela sugestão até alcançarmos a transferência na psicanálise, buscaremos remontar a influência como pressuposto ético-político que perpassa e, mesmo, possibilita todas essas práticas.

Palavras-chave


influência; psicanálise; transferência; libido; política

Texto completo:

HTML PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2018.42229

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com