Psicoterapia de grupo com foco na adaptação acadêmica: um experimento com estudantes

Daiane Bocard do Couto, Carla Cristine Vicente

Resumo


O estudo teve foco na adaptação acadêmica para identificar efeitos da psicoterapia de grupo na elaboração do processo de adaptação em estudantes no primeiro ano da universidade. Participaram do estudo 24 estudantes, quatro do sexo masculino e 20 do sexo feminino, com idades entre 18 e 29 anos, do curso de psicologia da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Os participantes foram divididos em dois grupos de 12 pessoas, chamados de grupo A e grupo B. O grupo A frequentou 8 sessões de psicoterapia de grupo. O grupo B funcionou como grupo controle. Ambos os grupos responderam o Questionário de Vivências Acadêmicas reduzido – QVAr, em dois momentos, no início e no final do período letivo. Os resultados mostraram que o grupo que participou da psicoterapia, ao final do estudo, elevou seu nível de adaptação acadêmica, passando de médio adaptado para bastante adaptado. Enquanto o grupo controle regrediu seu nível de adaptação, indo de bastante adaptado para médio adaptado. Concluiu-se que participação engajada em um grupo psicoterápico auxiliou estudantes a enfrentar seu processo de adaptação acadêmica no 1º ano de graduação.

Palavras-chave


adaptação acadêmica; psicoterapia de grupo; QVA-R

Texto completo:

HTML PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2018.40450

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com