O lazer e o uso de substâncias entre adolescentes: uma revisão integrativa

Diego Eugênio Roquette Godoy Almeida, Denise De Micheli, Andre Luiz Monezi Andrade

Resumo


Com base em uma diversidade de definições, existe um consenso sobre o lazer enquanto um fenômeno extraordinário à vida cotidiana. Existem divergências em análises do lazer a partir de perspectivas do tempo, atividade e atitude, correlacionando-o muitas vezes com comportamentos de risco. Objetivamos verificar de forma sistemática se os componentes atitudinais relacionados à experiência do lazer de adolescentes e jovens estão relacionados à redução do uso de substâncias psicoativas. O  Método utilizado  foi  a  Revisão Integrativa a partir de consulta às principais bases de dados em saúde, seguida de apresentação dos artigos de acordo com o método PRISMA. Os critérios de revisão e inclusão foram apresentados pela estrutura PICOS. Nos resultados foram recuperados 555 artigos, porém somente 09 artigos preencheram os critérios para análise sistemática dos dados. A conclusão dos estudos sugerem associação da motivação intrínseca e tédio como fatores de risco no lazer para o abuso de substâncias.

Palavras-chave


lazer; adolescentes; transtorno; substâncias

Texto completo:

PDF HTML


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2017.37697

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com