O cuidado no espaço escolar: ampliando as possibilidades de cuidar

Daniela Celeste Contim dos Santos

Resumo


O presente artigo se destina a pensar como o cuidado pode ser performado nas práticas realizadas nos espaços escolares, partindo da orientação teórico-metodológica da Teoria Ator-rede (TAR). Percebe-se que os alunos são aqueles os quais se deve conduzir e os professores, aqueles que devem conduzi-los, muitas vezes sem saber ao certo a utilidade e a finalidade do que estão ensinando. A proposta é repensar esse espaço especialmente a partir das contribuições da obra de Annemarie Mol (2006) em seu livro A Lógica do Cuidado – Saúde e o problema da escolha do paciente. A autora propõe que o cuidado tem uma Lógica própria, intitulada por ela como Lógica do Cuidado, a qual se contrapõe à Lógica da Escolha. Ambas apresentam diferentes formas de estabelecer relações de cuidado que podem ampliar a rede do cuidar, sendo considerados todos os atores que a performam, compreendendo o processo de ensino-aprendizagem enquanto um conjunto de afetações, integrando a afetividade e a cognição.

Palavras-chave


lógica do cuidado; lógica da escolha; escola

Texto completo:

HTML PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2015.20268

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com