Uma trama tecida com muitos fios: o pesquisar como processo artesanal na Teoria Ator-Rede

Laura Cristina de Toledo Quadros

Resumo


O presente artigo pretende discutir a experiência de pesquisar como uma prática artesanal, tendo como referência metodológica a Teoria ator-rede que, através de sua proposta, nos permite compreender que a pesquisa está sujeita a desvios e recalcitrâncias. Considerando o pesquisar como um processo único, onde cada campo convoca peculiaridades e ações diferenciadas, aproximamos essa prática à construção artesanal em que o fazer também se constitui de modo não linear. A inspiração artesanal eleita como base foi a arte de tecer com fios, em especial a arte de "crochetar", emergindo aqui uma herança feminina que nos atravessa. Compreendemos que os modos de fazer só podem ser acompanhados na prática, e nos interessa discutir como se processa o pesquisar articulado à vida como uma política ontológica.

Palavras-chave


pesquisa; teoria ator-rede; política ontológica; prática de pesquisa

Texto completo:

HTML PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2015.20253

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com