A violência como tema transversal aos estudos sobre a deficiência: interconexões necessárias

Aline Wanderer, Regina Lúcia Sucupira Pedroza

Resumo


A violência é um importante tema transversal aos estudos sobre a deficiência. Quando exercida contra pessoas com deficiência, liga-se a elementos de estigmatização, quebra do direito ao pleno desenvolvimento e consequente exclusão social. Neste trabalho, por meio de análise crítica da literatura, problematiza-se a concepção de uma vulnerabilidade necessariamente aumentada desses sujeitos a sofrerem violência em razão de uma condição assumida como sendo inerente a eles, para localizar a temática no âmbito das relações interpessoais, familiares, comunitárias e institucionais. A psicologia deve contribuir para construir políticas públicas que atuem no enfrentamento à violência contra pessoas com deficiência, concebendo seu desenvolvimento como processo contínuo, dinâmico, não delimitado a priori e qualitativamente diferenciado, em que exercem papel ativo. É essencial uma educação para os direitos e a cidadania, bem como a ação do Estado na criação de instâncias de cuidado, em sentido amplo.

Palavras-chave


deficiência; violência; vulnerabilidade; inclusão social; políticas públicas

Texto completo:

HTML PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2015.16068

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com