Trajetórias de um pensador nômade: Gregório Baremblitt

Domenico Uhng Hur

Resumo


Este artigo tem como objetivo apresentar a complexa e ampla obra de Gregório Baremblitt, reconhecido analista institucional, esquizoanalista e esquizodramatista da América do Sul. Buscamos destacar os momentos e acontecimentos históricos em que se desenvolveram novas práticas e novos enunciados teóricos. Realizamos uma revisão bibliográfica em toda a sua obra e de pesquisas que traçaram sua história. Consideramos que há três etapas principais na trajetória de Baremblitt. A primeira, em que articula a relação entre psicanálise, marxismo e política. A segunda, quando se torna um dos principais pensadores da Análise Institucional. E a terceira, quando inventa em campo de saberes e intervenções klínico-psicossociais chamado de Esquizodrama, a criação mais intempestiva e original produzida a partir da Esquizoanálise.

Palavras-chave


esquizoanálise; esquizodrama; análise Institucional; psicanálise; política

Texto completo:

HTML PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2014.13899

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com