O objeto na anorexia - da falta do objeto ao objeto nada

Cristina Moreira Marcos

Resumo


Para a psicanálise, o anoréxico revela que não é o objeto que conta, mas a falta do objeto. Não é o objeto alimento que é recusado ou desejado, ele vem ocupar tão somente o lugar da ausência do objeto. Esta questão está no centro do ensino de Lacan sobre a anorexia. A perspectiva fundamental destacada diz respeito à escolha anoréxica pelo nada. Buscamos, neste artigo, evidenciar de que modo a anorexia nos ensina sobre o estatuto do objeto em psicanálise. A particularidade de cada caso possibilitará a circunscrição, para cada um, do estatuto do objeto e da posição subjetiva em causa. Dois casos nos permitirão abordar, por um lado, a recusa anoréxica do objeto da falta e, por outro, a identificação ao objeto, evidenciando dois paradigmas do estatuto do objeto na anorexia. Trata-se de identificar o traço diferencial da anorexia para destacar, seja sua função de compensação ou suplência, seja sua função de defesa do desejo, que marca sua declinação neurótica.

Palavras-chave


anorexia; objeto; objeto nada; falta; psicanálise

Texto completo:

HTML PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2014.13897

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com