Tentativas de suicídio e profissionais de saúde: significados possíveis

Ana Paula Araújo de Freitas, Lucienne Martins-Borges

Resumo


Este estudo, de caráter qualitativo, teve como objetivo identificar os significados atribuídos por profissionais de saúde, que atuam em urgências e emergências hospitalares, às tentativas de suicídio. Foram entrevistados 16 profissionais de dois serviços de urgência e dois de emergência de um município do sul do Brasil. Os resultados mostraram a construção dos significados com base em dois polos. O primeiro entende o suicídio como condição de sofrimento que leva a uma conduta acolhedora. Já o segundo pontua o sofrimento, porém considera a demanda não legítima aos contextos pesquisados. Evidenciou-se a necessidade de espaços de discussão sobre o suicídio nos cursos da área da Saúde, bem como atividades de educação permanente que trabalhem o manejo clínico, qualificando assim a prática.

Palavras-chave


tentativa de suicídio; profissionais de saúde; urgências; emergências hospitalares

Texto completo:

HTML PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2014.12560

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com