FAMÍLIA E VIOLÊNCIA NA ÓTICA DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES VITIMIZADOS

Fabiola Perri Venturini

Resumo


O presente estudo exploratório tem por objetivo estudar o fenômeno da violência doméstica pela ótica de crianças e adolescentes vitimizados, investigando suas concepções de família e violência, e comparando-as com as de um grupo de jovens não-vitimizados. Os 44 participantes, com idades entre 10 e 16 anos, responderam a 3 instrumentos complementares entre si: uma entrevista estruturada, um questionário composto por “sentenças incompletas” e uma entrevista semi-estruturada. A análise de dados permitiu algumas conclusões: 1) não foram encontradas diferenças significativas entre as concepções dos dois grupos e houve uma tendência a respostas de caráter convencional; 2) houve um grande número de respostas evasivas, sendo a freqüência maior no grupo dos jovens abrigados; 3) observou-se uma tendência à “naturalização” da violência em ambos os grupos, porém mais freqüente no grupo de não vitimizados e 4) um desejo dos jovens abrigados de estarem com suas famílias.

Palavras-chave


Família; violência doméstica; crianças e adolescentes

Texto completo:

PDF HTML


Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com