Tomás de Aquino e o direito das obrigações: o que têm em comum? / Bibliografia Thomas Aquinas and the law of obligations: do they have anything in common?

Renato José de Moraes

Resumo


Trabalho enviado em 24 de fevereiro de 2017.Aceito em 16 de abril de 2017.

DOI: 10.12957/rqi.2017.27535

Resumo

O objetivo deste trabalho é demonstrar que a filosofia medieval, concretamente a de Tomás de Aquino, traz uma série de conceitos e noções relacionados ao direito obrigacional que continuam de grande relevância nos dias de hoje. Institutos jurídicos modernos encontram fundamentações sólidas na ideia de justiça comutativa, elaborada por Aristóteles e desenvolvida por Tomás de Aquino. O direito medieval ensina lições preciosas para os juristas contemporâneos, e ele se encontrava de certo modo empapado pela estrutura filosófica da época. Por isso, o estudo dos escritos de Tomás de Aquino permite enxergar nossa teoria e nossa prática jurídicas de maneira diferente, com um termo de comparação enriquecedor. Além disso, Tomás propõe uma classificação bastante interessante a respeito dos delitos e dos contratos, que em vários pontos serve para os dias de hoje. Finalmente, a marca principal das obrigações, segundo a ótica dos medievais, seria a manutenção da igualdade material entre as partes envolvidas, conforme o estabelecido pela justiça comutativa. Essa igualdade é uma noção fundamental no direito contratual atual.

Palavras chave: Direito obrigacional; Tomás de Aquino; Justiça comutativa; Direito medieval

Abstract

This paper aims to demonstrate that Medieval Philosophy, specifically Aquinas’ philosophy, deals with some concepts and notions related to the law of obligations, which continue to be extremely relevant nowadays. Modern juridical institutes can find sound foundations in the idea of commutative justice, elaborated by Aristotle and developed by Aquinas. Medieval law teaches valuable lessons to the contemporaneous jurists, and this law was in an important sense dependent of the philosophical structure of its time. Therefore, studying the works of Thomas Aquinas leads us to see our juridical theory and practice from a different point, with a very rich model for comparison. Besides that, Thomas makes a very interesting classification of torts and contracts, which, in many points, is useful nowadays. Finally, the most important feature of the obligations, according to the medieval jurist, was the maintenance of material equality among the parts involved, according was established by commutative justice. Moreover, this equality is a fundamental notion in actual contractual law.

Keywords: Law of obligations; Thomas Aquinas; Commutative justice; Medieval Law


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/rqi.2017.27535


Esta licença permite que outros distribuam, remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho, mesmo para fins comerciais, desde que lhe atribuam o devido crédito pela criação original: (https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

 

Indexada em | Indexed by:

Library of Congresshttp://www.journaltocs.ac.uk/API/blog/images/journaltocslogo.jpgResultado de imagem para road open access

SHERPA/RoMEO LogoResultado de imagem para "ebsco"Resultado de imagem para "American Association for the Advancement of Science"

 

Resultado de imagem para scilitResultado de imagem para erih plus3d rendered picture of high peaks and cloud, with typographic logo for JURN

Resultado de imagem para lexis nexisResultado de imagem para suncatLA Referencia

Resultado de imagem para "Current Research Information System In Norway"

 

Resultado de imagem para google scholarhttp://www.lib.uct.ac.za/sites/default/files/image_tool/images/14/web-science_1_cus.png

Ver outras indexações da Revista

Periódico associado | Associated journal:

Associação Brasileira de Editores Científicos – ABEC