CONCEPÇÃO DE EDUCAÇÃO DE SURDOS NAS TESES E DISSERTAÇÕES EM PESQUISAS EM EDUCAÇÃO

Eleny Brandão Cavalcante

Resumo


DOI: 10.12957/periferia.2017.29406

Este artigo é um recorte de minha tese de doutorado e busca analisar os dados empíricos correspondentes a 31 teses e dissertações (das quais 5 teses e 26 dissertações) que indicaram em seus resumos trabalharem com Marx, Vigotski e/ou com a teoria histórico-cultural, analisando a concepções de educação de surdos. A escolha desses critérios foi por serem referenciais marxistas. Essas pesquisas foram alcançadas a partir de um levantamento documental no banco de dados dos Programas de Pós-graduação em Educação reconhecidos pela CAPES, no tema da educação de surdos. Procuro demonstrar como as teses e dissertações concebem a educação de surdos. Como resultado indico um apanhado teórico de como a educação de surdos tem sido concebida nestas produções, no aspecto educacional.


Palavras-chave


educação de surdos; Vigotski; teoria histórico-cultural

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/periferia.2017.29406

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil  

Revista Periferia, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação, Cultura e Comunicação em Periferias Urbanas – PPGECC/UERJ - ISSN: 1984-9540