Literatura e singularidade: topos de delírio, fantasia e inspiração para a contemporaneidade

Fátima Regis

Resumo


A literatura sempre teve a tendência de transgredir regras e brincar com os signos, revelando a relatividade de todo discurso e expondo as fundações do pensamento racional e os elementos excluídos pela razão. No contexto atual, em que a tarefa do pensamento não é mais buscar a ordem e a verdade absoluta, mas produzir verdades singulares, compatíveis com a multiplicidade da vida, a literatura pode ser vigorosa fonte de inspiração.

Palavras-chave


literatura; singularidade; filosofia

Texto completo:

PDF


Indexada em:Latindex . Sumarios.org . Univerciência. Doaj
Rua São Francisco Xavier, 524 -10 º Andar - Sala 10129 Bloco F - Maracanã - Rio de Janeiro - RJ
cep: 20550-013 - e-mail: logos@uerj.br