Hospedaria de Imigrantes da Ilha das Flores: Um Lugar, Muitas Histórias

Natália de Lima Azevedo

Resumo


DOI: 10.12957/interag.2016.23575

A Hospedaria de Imigrantes da Ilha das Flores tinha como objetivo a recepção, o acolhimento e a triagem da grande leva de imigrantes que chegavam ao Brasil. Este texto pretende destacar brevemente a história da Hospedaria de Imigrantes da Ilha das Flores, relatando o papel desempenhado por ela em seus anos de funcionamento. Pretende também situar a criação do Centro de Memória da Imigração da Ilha das Flores e o processo de pesquisa para reconstruir as memórias deste local. A pesquisa foi feita através do uso de periódicos, relatórios ministeriais e diversos outros documentos que nos permitem compreender como se constituiu a história deste local. Coordenador, bolsistas e outros pesquisadores participam do processo de pesquisa que tem seus resultados compartilhados através reuniões periódicas. O Museu a Céu Aberto é produto das pesquisas e das nossas experiências adquiridas no processo de mediação, através dele reproduzimos o que apreendemos possibilitando-nos retirar a Hospedaria de Imigrantes do lugar do desconhecido para o lugar das descobertas.


Palavras-chave


imigração, Hospedaria de imigrantes, Centro de Memórias.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/interag.2016.23575

ISSN: 1519-8847 | E-ISSN: 2236-4447
Depext-SR3/UERJ