Experiência com extensão rural agroecológica em assentamento de reforma agrária

André Wagner Barata-Silva, Viviane Santos Pereira, Maria de Lourdes Souza Oliveira, Luís Cláudio Paterno Silveira

Resumo


Esta experiência foi realizada em uma unidade produtiva no assentamento Santos Dias vinculado ao Movimento dos Sem Terra (MST), localizado no município de Guapé- MG. Teve como objetivo relatar a experiência de controle biológico conservativo de pragas agrícolas a partir da perspectiva de extensão rural agroecológica em um assentamento do movimento dos trabalhadores sem terra. Foram realizadas visitas a propriedade desenvolvendo atividades de orientação técnica, diálogo, observação e construção do saber. Esta experiência  possibilitou a construção de conhecimentos por meio da interação entre universidade e sociedade.

Palavras-chave


Extensão rural, Agroecologia, Controle biológico conservativo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/interag.2017.22260

ISSN: 1519-8847 | E-ISSN: 2236-4447
Depext-SR3/UERJ