Paratodos: Dança, Polifonia e Produção Partilhada do Conhecimento

Marta Simões Peres

Resumo


Este texto relata a contribuição, ao projeto Paratodos - ensino, pesquisa e extensão em Dança e Saúde/UFRJ, de minha participação no programa de pós-doutorado no Diversitas - Núcleo de Estudos das Diversidades, Intolerâncias e Conflitos, ligado ao Laboratório de Estudos sobre a Intolerância da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH/USP). Intitulado “Pedagogia Griô sob uma Perspectiva Polifônica: diálogo entre corpos e redes”, o objetivo do projeto de pesquisa consistiu em “desenvolver uma metodologia em que ator/bailarino/estudante/participante de extensão seja estimulado a criar enquanto uma pessoa autônoma”. O diálogo com a teoria da Polifonia de Bahktin, a Pedagogia Griô de Pacheco, e o conceito de Produção Partilhada do Conhecimento de Bairon enriqueceram nossa abordagem, em que a não exclusão, o acolhimento da diversidade e a ação extensionista ocupam papéis centrais. A criação da Performance Leonídia, pela Trupe DiVersos, consiste num desdobramento artístico dessa experiência.


Palavras-chave


dança; diversidade; estudos da deficiência; saúde mental

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/interag.2016.19373

ISSN: 1519-8847 | E-ISSN: 2236-4447
Depext-SR3/UERJ