Reserva de Vagas: como deve se posicionar a Universidade?

Henrique Garcia Sobreira

Resumo


O objetivo do artigo é lançar novasluzes no espaço sombrio em que parece estar localizado o debate sobre as iniciativas do Governo do Estado do Rio de Janeiro de reserva de vagas nas Universidades estaduais. Minha abordagem privilegiará o impacto que amudança nos esquemas de seleção provocou na comunidade acadêmicae alguns aspectos sugeridos pelo conjunto dos argumentos contrários. Meu primeiro ponto de partida é que uma determinada concordância geral emrelação a uma política publica/social pode servir mais para o estudo das identidades e semelhanças (muitas vezes não percebidas) entre os sujeitos concordantes do que para o esclarecimentoa respeito do objeto sobreo qual se estabeleceu o acordo. O segundoinveste na crítica ao papel designado à educação, em especial ao ensino superior, na formação de elitesnas sociedades burguesas tardias.

Palavras-chave


reserva de vagas; ação afirmativa; universidade pública.

Texto completo:

PDF


ISSN: 1519-8847 | E-ISSN: 2236-4447
Depext-SR3/UERJ