A escola vai ao parque: relato de experiências extensionistas em uma escola pública estadual do Rio de Janeiro

Douglas Camelo Rodrigues dos Santos, Camila Pinto Meireles, Douglas de Souza Pimentel

Resumo


O presente trabalho objetiva relatar as experiências resultantes da participação discente no subprojeto "A Educação Ambiental como Mediadora na Mudança de Percepção sobre o Parque Estadual da Serra da Tiririca", realizado no Colégio Estadual Paulo Assis Ribeiro - Niterói, com alunos do Ensino Médio. Foram desenvolvidas atividades de Educação Ambiental na escola e trilhas interpretativas no Parque Estadual da Serra da Tiririca. A atuação no subprojeto envolveu a observação e intervenção direta, sendo fundamental para colocar o conhecimento acadêmico em prática e permitir conhecer a profissão docente, assim como estimular uma postura crítica sobre o atual sistema de ensino público. Nesse sentido, o subprojeto proporcionou uma reflexão sobre novos métodos de ensino que possam contribuir para dinamizar o aprendizado, tanto dos alunos do ensino fundamental e médio, quanto daqueles que estudam para abraçar a carreira do magistério.

Palavras-chave


Relação Escola e Universidade; Inserção Social de Parques; Extensão e Meio Ambiente

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/interag.2009.1810

ISSN: 1519-8847 | E-ISSN: 2236-4447
Depext-SR3/UERJ