Ações de extensão para promoção da saúde em creche no município de Belo Horizonte, MG

Janice Henriques Silva, Amália Verônica Mendes da Silva, Bruna da Silva Corrêa, Izabella Moreira Carneiro, Patrícia Rodrigues Pinto, Ana Amélia Paolluci Almeida

Resumo


O artigo apresenta as ações extensionistas de promoção da saúde para crianças e funcionários de uma creche no município de Belo Horizonte, MG, proporcionando a interação entre acadêmicos e a comunidade. Foram realizadas sete intervenções de forma lúdica com os temas: higiene bucal e corporal, parasitoses e alimentação saudável. Os manipuladores de alimentos foram capacitados sobre cuidados com o preparo e armazenamento das refeições. Para a realização dos exames coproparasitologicos foram entregues 65 coletores, dos quais 26 (40%) retornaram para análise. Foram diagnosticados cistos de Blastocystis hominis (20%) e Entamoeba coli (80%). As ações foram avaliadas do ponto de vista qualitativo, verificando-se que em todas as intervenções houveram participação e respostas positivas por parte das crianças e funcionários. Sem dúvida, as ações desenvolvidas pelo GEMTI (Grupo de Estudantes que Multiplicam e Transformam Ideias) alcançaram os objetivos, estimulando a busca de conhecimento mútuo e promovendo a introdução de hábitos saudáveis.


Palavras-chave


Parasitismo; Educação; Promoção da saúde

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/interag.2016.17548

ISSN: 1519-8847 | E-ISSN: 2236-4447
Depext-SR3/UERJ