Atividades de extensão no IFRJ – Campus Duque de Caxias: a música em pauta

Jupter Martins de Abreu Júnior

Resumo


DOI: 10.12957/interag.2016.15575

O trabalho visa descrever algumas atividades de extensão relacionadas à música que são desenvolvidas no IFRJ – Campus Duque de Caxias. As atividades musicais inseridas nessa proposta têm como base a Lei nº 11.769/08, que estabelece a obrigatoriedade do ensino de Música na educação básica, os referenciais de Kater, Sobreira, além de Penna, Barros e Mello. Os procedimentos metodológicos consistem na realização de oficinas de Teoria e Percepção Musical, Prática de Conjunto, Sonorização Básica e Editoração de Partituras. Essas atividades de extensão são realizadas no campus, com a participação de alunos, ex-alunos, servidores e comunidade externa, e têm a finalidade de qualificar os participantes a estruturar todas as etapas inerentes à realização do projeto de extensão, desde a parte de preparação dos equipamentos de áudio até o produto final, que são as apresentações musicais. As principais contribuições consistem na interação entre os participantes do projeto, além de constituir o cerne formador de um grupo musical oficial do IFRJ, o qual pode se tornar uma importante ferramenta de divulgação da instituição no município de Duque de Caxias. Como consequência desse trabalho, pretende-se estruturar um núcleo de cultura no campus, realizando de maneira concreta uma proposta de política cultural no IFRJ.


Palavras-chave


Música, IFRJ, Duque de Caxias.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/interag.2016.15575


ISSN: 1519-8847 | E-ISSN: 2236-4447
Depext-SR3/UERJ