De crítico a admirador: Gilberto Freyre, segundo Oswald de Andrade

Valdeci Silva Cunha

Resumo


O presente artigo propõe analisar as leituras e apropriações feitas por Oswald de Andrade da produção e do legado cultural de Gilberto Freyre e mostrar que, ao longo dos anos de 1930 e 1940, o escritor paulista, a princípio um crítico às pesquisas e obras de Freyre, tornou-se um admirador de seu trabalho. Nessa empreitada, encontramos Oswald inserido nos principais debates da década de 1940, acerca da identidade nacional brasileira, do lugar do Brasil na América Latina, da importância dos Estados Unidos, do ensaísmo, dentre outros. Utilizaremos, para tanto, as contribuições de Oswald de Andrade à imprensa brasileira presentes em suas Obras Completas. Embora sem um estudo aprofundado sobre a obra de Freyre, encontramos nelas uma ampla rede de referências que nos informam sobre uma viva cultura de trocas intelectuais entre os dois escritores. Este estudo, para tanto, apoia-se nas discussões, propostas e abordagens presentes nas pesquisas da História Intelectual.


Palavras-chave


Oswald de Andrade; Gilberto Freyre; História intelectual; apropriações intelectuais

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/intellectus.2022.66082

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Grupos de Pesquisa:

 
Financiamento:

Indexada em:

Open Academic Journals Index Dialnet
 
https://sumarios.org/revista/intell%C3%A8ctus
 

 https://scholar.google.com.br/citations?user=ruuQn9oAAAAJ&hl=pt-BR

 

Redes sociais:

https://www.instagram.com/intellectus.uerj/