Corpo-Política Epistémica: a Monstruosidade Falante

Fabián Cevallos Vivar

Resumo


O texto apresentado é uma resenha do livro Je suis un monstre qui vous parle: rapport pour une académie de psychanalystes, de Paul Beatriz Preciado. Analiso o paradigma epistemológico em crise, a partir da perspectiva crítica da diferença sexual normativa proposta pelo autor. Assim, a Corpo-Política dos Saberes é um tema central para a descolonização do inconsciente e a desbinarização da sociedade. Sem o reconhecimento do abismo conceitual entre sexo, raça, gênero e classe, o exercício de monstruosidade falante poderia ser, novamente, uma prática de violência epistêmica e ontológica. 


Palavras-chave


epistemologias das diferenças; politização dos corpos; desbinarização do gênero; descolonização do inconsciente

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/intellectus.2022.64191

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 Intellèctus



Grupos de Pesquisa:

 
Financiamento:

Indexada em:

Open Academic Journals Index  
Dialnet
 
 
 
 
 
https://sumarios.org/revista/intell%C3%A8ctus
 

 https://scholar.google.com.br/citations?user=ruuQn9oAAAAJ&hl=pt-BR

 

Redes sociais:

https://www.instagram.com/intellectus.uerj/