PRODUÇÃO DE PARÓDIAS COMO RECURSO DIDÁTICO EM AULAS DE CITOLOGIA

Raquel da Silva Costa, Tatiana Galieta

Resumo


O artigo apresenta um estudo de caso desenvolvido em duas turmas do ensino médio de uma escola pública estadual do Rio de Janeiro. A pesquisa que teve como objetivos planejar e executar uma sequência de aulas sobre Citologia, abrangendo a música, especificamente o uso de paródias, e analisar o potencial e a limitação deste recurso, no que diz respeito à participação, motivação, criatividade e aprendizagem dos conteúdos específicos. Foram elaboradas três aulas nas quais foram revistos os conteúdos principais, apresentada uma paródia autorada pela pesquisadora e produzidas novas paródias pelos estudantes. As análises pautaram-se nas anotações de campo e nas letras das paródias (análise de conteúdo). O uso de paródias se mostrou eficaz em relação ao envolvimento dos estudantes, apesar de sua dificuldade em produzi-las. Os tipos de música escolhidas revelam o contexto cultural desses estudantes. A produção de paródias superou uma finalidade exclusivamente memorística, permitindo a identificação de dificuldades de compreensão dos conteúdos de Citologia.


Palavras-chave


Paródias; Citologia; Ensino de Biologia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/e-mosaicos.2022.46841

Direitos autorais 2022 Raquel da Silva Costa, Tatiana Galieta


ISSN: 2316-9303 | Indexada em: