TENSÕES E CONTRADIÇÕES DO ENSINO DE MATEMÁTICA E DA FORMAÇÃO DE PROFESSORES NA ÚLTIMA ETAPA DA EDUCAÇÃO BÁSICA

Vanesca Almeida de Oliveira, Elcimar Simão Martins

Resumo


O Ensino Médio no Brasil é marcado por tensões e contradições estruturais, asseverando a dualidade escolar, intercalando períodos de formação propedêutica e/ou profissional. A última etapa da Educação Básica acumulou durante muitos anos diversos problemas, tais como: baixo investimento financeiro, funcionamento em espaços físicos improvisados, ausência de livros didáticos e de materiais pedagógicos diversos. O ensino de matemática carrega o estigma de ser de difícil aprendizado além de contar com alguns professores sem adequada formação. O objetivo deste trabalho é refletir sobre as tensões e contradições do ensino de matemática e da formação de professores do Ensino Médio. A metodologia centrou-se na abordagem qualitativa, utilizando o estudo de caso, com entrevistas a doze docentes de quatro escolas públicas de Ensino Médio. Os resultados revelam que as reformas educacionais afetam o Ensino Médio, mas também a formação e o trabalho dos professores.


Palavras-chave


Ensino Médio; Formação Docente; Matemática; Reformas educacionais; Ensino e Aprendizagem.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/e-mosaicos.2020.46573


ISSN: 2316-9303 | Indexada em: