AS REDES SOCIAIS E A POPULARIZAÇÃO DO CONHECIMENTO CIENTÍFICO: METODOLOGIA PARA O ENSINO DE FÍSICA

Ana Maria Silva Oliveira

Resumo


Com as mudanças propostas na reforma curricular do Ensino Médio, o ensino de Física, Química e Biologia foram unificados em um único bloco denominado itinerário formativo de Ciências da Natureza. Considerado como difícil e desmotivante pelo público estudantil, o ensino de Física necessitará de novos caminhos pedagógicos para contemplar as demandas da educação básica contemporânea, considerando sua relação interdisciplinar e conectiva com o mundo do trabalho. Essa proposta pedagógica emerge do desafio de motivar o interesse dos estudantes do curso técnico em cozinha (PROEJA), modalidade integrada, pelos conhecimentos de Física, discutindo caminhos que promovam o diálogo entre os conteúdos e a prática do trabalho. O uso pedagógico das redes sociais é o elemento central da proposta metodológica, servindo de “pano de fundo” para aproximação da população da zona rural com os espaços digitais. Pretende-se, a partir do diálogo entre a Física, enquanto disciplina propedêutica, e as disciplinas técnicas do curso, promover uma aproximação do conhecimento científico com o “saber fazer” do estudante, resignificando sua prática laboral e contribuindo para sua formação omnilateral, enquanto cidadão crítico e capaz de influenciar e promover mudanças.

 


Palavras-chave


Interdisciplinaridade; Trabalho; Empoderamento digital; Formação omnilateral; Educação de Jovens e Adultos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/e-mosaicos.2020.46504


ISSN: 2316-9303 | Indexada em: