TERTÚLIAS PEDAGÓGICAS INCLUSIVAS NO PAMPA: INTERVENÇÃO PRECOCE COM CRIANÇAS QUE APRESENTAM O TRANSTORNO DO ESPECTRO DO AUTISMO.

Thainá Pedroso Machado, Claudete da Silva Lima Martins, Francéli Brizolla, Rita de Cássia Cóssio Rodriguez

Resumo


O presente artigo apresenta e analisa as práticas formativas realizadas durante o projeto de extensão  “Tertúlias Pedagógicas Inclusivas do Pampa: Intervenção precoce com crianças que apresentam o Transtorno do Espectro do Autismo" e que teve por objetivo oportunizar a formação continuada para professores que atuam em uma Escola de Educação Infantil do sul do Rio Grande do Sul/Brasil, por meio da realização de tertúlias formativas, sobre o Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), buscando construir coletivamente alternativas inovadoras para intervenção precoce em crianças que apresentam esse transtorno. O projeto, desenvolvido em 2017, numa abordagem qualitativa e metodologia dialética, contou com professores, profissionais da educação e saúde, pais de alunos - crianças - com TEA matriculados na escola. No decorrer do projeto, ocorreram Tertúlias, reuniões de estudo, de pesquisa e de trabalho, discutindo os instrumentos de avaliação e planejamento a partir da proposta de Intervenção Precoce centrada na família, desenvolvido em Portugal, tendo como referência os estudos de Bronfenbrenner, entre outros teóricos de suporte. Com o projeto, foi possível colaborar na produção de conhecimentos sobre o TEA e inclusão escolar, além de contribuir para construção de práticas pedagógicas que favoreceram a inclusão educacional no contexto escolar.


Palavras-chave


Transtorno do Espectro do Autismo; Intervenção Precoce; Inclusão; Escola; Formação Continuada.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/e-mosaicos.2019.40688


ISSN: 2316-9303 | Indexada em: