ESTRANHOS NO NINHO: JUVENTUDE, CONSUMO E ESCOLA

Pedro Henrique de Oliveira de Souza, Maria Jacqueline Girão Soares de Lima

Resumo


Apresentamos um projeto desenvolvido por um grupo de pesquisa e extensão em educação ambiental da Universidade Federal do Rio de Janeiro, que focalizou a relação de jovens com o consumo e as mediações realizadas pela escola. A partir de referenciais teóricos críticos e pós críticos sobre consumo e juventude, analisamos entrevistas de tipo grupo focal com estudantes, gestores, técnicos e docentes de uma escola pública federal do Rio de Janeiro. Os entrevistados expuseram suas visões a respeito do consumo entre jovens, relataram atividades desenvolvidas na escola e revelaram seus sonhos e práticas de consumo. Os dados produzidos geraram reflexões sobre o aspecto geracional da problemática do consumo, as identidades juvenis e as ações da escola nesse contexto. Em diálogo com pesquisas sobre juventude, defendemos que os conflitos em torno da relação juventude/consumo têm relação com a dificuldade de se considerar os jovens como sujeitos sociais, capazes de interpretar e dar sentido ao mundo.

Palavras-chave


juventude; identidade; consumo; escola

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/e-mosaicos.2018.34194


ISSN: 2316-9303 | Indexada em: