A TECNOLOGIA COMO SUPLEMENTO CURRICULAR: NOVAS POSSIBILIDADES PARA ALÉM DA FERRAMENTA EM SI

Ana Paula Pereira Marques de Carvalho

Resumo


DOI: 10.12957/e-mosaicos.2014.12831

O presente texto visa destacar as potencialidades da articulação entre currículo e tecnologia, de modo a instigar, nos profissionais de educação, reflexões acerca das possibilidades de um trabalho em sala de aula que extrapolem a utilização dos aparatos tecnológicos apenas como mais uma ferramenta. Assim, propomos a análise dessa articulação baseada no conceito de suplemento de Jacques Derrida, pois, sob o prisma da suplementaridade, significamos esse entrelace como uma produção de camadas de sentidos que se deslocam continuamente, acrescentando e modificando o conhecimento de um modo geral. Esse viés de análise nos permite inferir que a tecnologia é partícipe de um processo curricular compreendido como enunciação cultural. Assim, através das ambivalências, com base em Homi Bhabha, entendemos que os sentidos se hibridizam e simultaneamente se irrompem em múltiplas possibilidades, produzindo novas camadas de sentidos no movimento de significação entre currículo e tecnologia.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/e-mosaicos.2014.12831


ISSN: 2316-9303 | Indexada em: