INGESTÃO ALIMENTAR DE PACIENTES COM DOENÇA CELÍACA NO AMBULATÓRIO DE GASTROENTEROLOGIA PEDIÁTRICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS

Marina Magalhães de Sousa-e-Silva, Magda Bahia, Romero Tavares Alves, Francisco José Penna

Resumo


Introdução: A doença celíaca é uma doença autoimune, desencadeada pela presença da gliadina do trigo e de proteínas da cevada e do centeio na dieta de pessoas susceptíveis a esta disfunção, sendo o trigo uma das principais fontes de vitaminas e minerais presentes na alimentação da população. O tratamento da doença celíaca é completamente dietético, razão pela qual o acompanhamento nutricional destes indivíduos é de grande importância, pois a não adesão à dieta pelo paciente pode levar a uma deficiência nutricional. São poucos os trabalhos no Brasil que abordam os aspectos nutricionais dos pacientes com doença celíaca. Objetivo: Avaliar o perfil da ingestão alimentar de pacientes com doença celíaca. Métodos: Foram avaliados 31 pacientes com doença celíaca e 31 indivíduos saudáveis na faixa etária de três a 23 anos. A amostra foi de conveniência. Para a análise de ingestão alimentar, foi realizado um questionário de frequência alimentar, registro alimentar e recordatório durante 24 horas. Resultados: De acordo com a ingestão alimentar, o consumo de calorias e lipídeos era maior no grupo estudo. A ingestão de carboidratos era maior no grupo controle. Apesar de haver diferença na quantidade ingerida, a proporção de indivíduos que atingiam a necessidade diária para vitaminas e minerais de acordo com as IDRs selecionadas dos dois grupos não apresentou diferença estatística. Conclusão: A dieta isenta de glúten não se mostrou prejudicial ao hábito alimentar dos participantes deste estudo. A composição da dieta dos pacientes com doença celíaca se mostrou semelhante à dieta de indivíduos do grupo controle. Não foram encontradas diferenças estatísticas entre a proporção de indivíduos com ingestão ideal, abaixo ou acima de vitaminas e minerais em ambos os grupos.

DOI: http://dx.doi.org/10.12957/demetra.2014.9660

 

 


Palavras-chave


Doença celíaca, consumo de alimentos, avaliação nutricional1 Kagnoff MF. Overview and pathogenesis of celiac disease. Gastroenterology. 2005 Apr;128(4 Suppl 1):S10-8. 2 Thompson T. Thiamin, riboflavin, and niacin contents of the gluten-free diet: is there

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2014.9660