Boas práticas de fabricação de alimentos no contexto da Covid-19

Ana Paula Garcia Fernandes dos Santos, Cilene Silva Ribeiro, Gabriela Moraes Fortuna

Resumo


Introdução: Após o início da pandemia ocasionada pelo novo coronavírus, o mundo se deparou com a necessidade do isolamento social. Todos os serviços não considerados essenciais tiveram a orientação de permanecerem fechados por tempo indeterminado. Nesse cenário, os serviços de alimentação puderam continuar funcionando, porém, com uma gama de alterações em suas rotinas e nas boas práticas de fabricação. Objetivo: Este trabalho teve como objetivo analisar as principais mudanças ocorridas nas boas práticas de fabricação de Unidades de Alimentação, após o início da pandemia do novo coronavírus. Método: Foi realizado um estudo qualitativo, com produção de dados por meio de entrevistas on-line, com gestores de Unidades de Alimentação. O questionário utilizado foi desenvolvido especialmente para este projeto, sendo segmentado em três etapas: dados pessoais, dados da unidade e alterações realizadas devido à pandemia. Resultado: Ao total, a pesquisa obteve 70 respostas, provenientes de profissionais que atuam na cidade de Curitiba-PR. Dentre as medidas mais citadas, destaca-se a aquisição de novos equipamentos de proteção, redução da capacidade do refeitório e aumento no uso de produtos de limpeza e álcool em gel. Conclusão: O fortalecimento das boas práticas e a implantação de medidas de segurança adicionais podem contribuir para a redução da transmissão do novo coronavírus, mas é fundamental que os profissionais adotem unicamente medidas baseadas nas legislações vigentes e nas orientações dos principais órgãos de saúde, a fim de evitar a disseminação de informações dúbias e errôneas.


Palavras-chave


Boas práticas de fabricação. Restaurantes. Coronavírus.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


PAN AMERICAN HEALTH ORGANIZATION. Disponível em:https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=6100:oms-declara-emergencia-de-saude-publica-de-importancia-internacional-em-relacao-a-novo-coronavirus&Itemid=812. Acesso em: 12 mai. 2020.

RAFAEL, Ricardo et al. Epidemiologia, políticas públicas e pandemia de Covid-19: o que esperar no Brasil?.Revista Enfermagem UERJ, Rio de Janeiro, v. 28, 2020. Disponível em:https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/enfermagemuerj/article/view/49570/33134. Acesso em: 12 mai. 2020.

OLIVEIRA, Wanderson et al. Como o Brasil pode deter a COVID-19. Revista Epidemiologia e Serviços de Saúde, Brasília, v.29, n.2, 2020. Disponível em:https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2237-96222020000200200&lng=en&nrm=iso&tlng=pt&ORIGINALLANG=pt. Acesso em: 12 mai. 2020.

ORNELL, Felipe et al. O Impacto da pandemia de COVID-19 na saúde mental dos profissionais de saúde. Caderno de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v.36, n.4, 2020. Disponível em:https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2020000400504&lng=en&tlng=en. Acesso em: 11 mai. 2020.

GARCIA, L.; DUARTE, E. Intervenções não farmacêuticas para o enfrentamento à epidemia da COVID-19 no Brasil. Revista Epidemiologia e Serviços de Saúde, Brasília, v.29, n.2, 2020. Disponível em:https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S2237-96222020000200100&script=sci_arttext&tlng=pt. Acesso em: 11 mai. 2020.

OLIVEIRA, T. C.; ABRANCHES, M.V.; LANA, R.M. Segurança alimentar no contexto da pandemia por SARS-CoV-2. Caderno de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v.36, n.4, 2020. Disponível em:https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2020000400501. Acesso em: 11 mai. 2020.

PARANÁ. Decreto nº 4.942, de 30 de junho de 2020. Dispõe sobre medidas restritivas regionalizadas para o enfrentamento da COVID-19. Disponível em: https://leisestaduais.com.br/pr/decreto-n-4942-2020-parana-dispoe-sobre-medidas-restritivas-regionalizadas-para-o-enfrentamento-da-covid-19. Acesso em: 15 nov. 2020.

PARANÁ. Decreto nº 5.882, de 07 de outubro de 2020. Revoga o Decreto nº 4.942, de 30 de junho de 2020. Disponível em: https://www.legisweb.com.br/legislacao/?id=402502. Acesso em: 15 nov. 2020.

CURITIBA. Resolução nº 1, de 16 de abril de 2020. Estabelece medidas complementares e obrigatórias para o enfrentamento da Emergência em Saúde Pública, decorrente do novo Coronavírus e regulamenta o Decreto Municipal nº 470, de 26 de março de 2020. Disponível em:https://mid.curitiba.pr.gov.br/2020/00296910.pdf. Acesso em: 29 out. 2020.

CURITIBA. Decreto nº 1.350, de 9 de outubro de 2020. Dispõe sobre medidas restritivas às atividades e serviços para o enfrentamento da Emergência em Saúde Pública, de acordo com o quadro epidêmico do novo Coronavírus (COVID-19) e a situação de Risco de Alerta - Bandeira Amarela - com medidas intermediárias, conforme Protocolo de Responsabilidade Sanitária e Social de Curitiba. Disponível em: https://mid.curitiba.pr.gov.br/2020/00304766.pdf. Acesso em: 11 nov. 2020.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Uso de luvas e máscaras em estabelecimentos da área de alimentos no contexto do enfrentamento ao COVID-19, NT Nº47. Brasília, 2020.

SILVA, Ana Patrício et al. Increasedplasticpollutiondueto COVID-19 pandemic: Challengesandrecommendations. Chemicalengineeringjournal, Lausanne, v.405, 2020. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC7430241/. Acesso em: 09 nov. 2020.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Orientações para os serviços de alimentação com atendimento direto ao cliente durante a pandemia de Covid-19, NT Nº49. Brasília, 2020.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Documento orientativo para produção segura de alimentos durante a pandemia de Covid-19, NT Nº48. Brasília, 2020.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Covid-19 e as Boas Práticas de Fabricação e Manipulação de Alimentos, NT Nº18. Brasília, 2020.

DEPARTAMENTO INTERSIDICAL DE ESTATÍSTICAS E ESTUDOS SOCIOECONOMICOS (DIEESE). Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos. São Paulo, 2020.

COSTA, S. S.. Pandemia e desemprego no Brasil. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro , v. 54, n. 4, 2020. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-76122020000400969&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 08 nov. 2020.

CASA CIVIL. Presidência da República, 2020. Medidas adotadas pelo Governo Federal no combate ao coronavírus. Disponível em: https://www.gov.br/casacivil/pt-br/assuntos/noticias/2020/abril/medidas-adotadas-pelo-governo-federal-no-combate-ao-coronavirus-2-de-abril. Acesso em: 12 nov. 2020.

BRASIL. Lei nº 13.467, de 13 de julho de 2017.Altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, e as Leis n º 6.019, de 3 de janeiro de 1974, 8.036, de 11 de maio de 1990, e 8.212, de 24 de julho de 1991, a fim de adequar a legislação às novas relações de trabalho. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2017/lei/l13467.htm. Acesso em: 09 nov. 2020

BROOKS, Samantha K. et al. The psychologicalimpactofquarantineandhowtoreduce it: rapidreviewoftheevidence. The Lancet, Reino Unido, v.395, 2020. Disponível em: https://www.thelancet.com/article/S0140-6736(20)30460-8/fulltext. Acesso em: 09 nov. 2020

OLIVEIRA, Hudson Carmo de et al . Equipamento de Proteção Individual na pandemia por coronavírus: treinamento com Prática Deliberada em Ciclos Rápidos. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília , v. 73, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0034-71672020001400150&script=sci_arttext&tlng=pt. Acesso em: 06 nov. 2020

ALMEIDA, I. M. Proteção da saúde dos trabalhadores da saúde em tempos de COVID-19 e respostas à pandemia. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, São Paulo, v.45, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0303-76572020000101500&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 06 nov. 2020.

BRASIL. Portaria Conjunta nº 20, de 18 de junho de 2020. Estabelece as medidas a serem observadas visando à prevenção, controle e mitigação dos riscos de transmissão da COVID-19 nos ambientes de trabalho (orientações gerais). Diário Oficial da União, Brasília, DF, n.116, 19 de jun. 2020.Seção 1, p. 14.

BRASIL. Ministério do Trabalho e Emprego. NR 6 – Equipamento de Proteção Individual - EPI. Brasília: MTE. Disponível em: Acesso em: 10 nov. 2020.

SCHMIDT, Beatriz et al. Saúde mental e intervenções psicológicas diante da pandemia do novo coronavírus (COVID-19). Estudos de Psicologia, Campinas , v. 37, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-166X2020000100501. Acesso em: 05 nov. 2020




DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2021.61905

e-ISSN: 2238-913X


Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.