Fatores que interferem na duração do aleitamento materno de crianças na Região Metropolitana do Cariri cearense

Aline Muniz Cruz Tavares, Fernanda Ribeiro da Silva, Maria Auxiliadora Macedo Callou, Rejane Ferreira da Silva., Monise Pricila Salviano de Morais, Élida Mara Braga Rocha

Resumo


Introdução: O Aleitamento Materno Exclusivo (AME) é uma prática alimentar fundamental para a promoção da saúde materno-infantil. Porém, os índices para o AME no Brasil ainda se encontram abaixo do recomendado pela Organização Mundial da Saúde. Objetivo: Analisar os fatores que interferem na duração do aleitamento materno de crianças situadas na Região Metropolitana do Cariri cearense. Método: Estudo transversal descritivo, com abordagem quantitativa, realizado na Região Metropolitana do Cariri cearense. A amostra foi composta por 177 crianças entre seis e 23 meses de idade. Os dados foram coletados por meio de questionários, contendo informações a respeito das condições socioeconômicas e demográficas da família e da saúde infantil. As análises estatísticas foram realizadas com o software Statistical Package for the Social Sciences, procedendo-se a análise descritiva dos dados e aplicação do teste Qui-Quadrado. Razões de Chance (RC), intervalo de confiança de 95% (IC95%) e respectivos valores de p foram calculados pela regressão logística multinominal. Resultados: O tempo médio para o AME foi de 4,33 (±1,98) meses. Somente 38,9% das crianças avaliadas foram amamentadas, exclusivamente, até os seis meses de vida. Na análise de regressão logística multivariada verificou-se maior chance de tempo de AME adequado nas famílias com <1/4 salário mínimo (RC: 2,270 IC95% 1,104 - 4,666, p= 0,026). Conclusão: O AME, nos municípios avaliados, ainda é insatisfatório de acordo com as recomendações preconizadas pelas entidades de saúde. A baixa renda per capita foi o fator determinante para uma adequada prática do AME na vida dos lactentes.

 


Palavras-chave


Aleitamento Materno. Desmame. Lactente. Estratégia de Saúde da Família.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2020.47367

e-ISSN: 2238-913X


Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.