AVALIAÇÃO DE MEDIDORES CASEIROS COMERCIALIZADOS COMO INSTRUMENTO PARA ESTUDO NA ÁREA DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO

Thainá Loureiro Serafim, Maria Cristina Jesus Freitas

Resumo


Considerando à grande variedade de marcas com diferentes materiais e formas de utensílios medidores, a carência de estudos, a importância e a confiabilidade de dados para estudos dietéticos, objetivou-se avaliar a capacidade de massa e volume de medidores caseiros. Tratou-se de um estudo experimental, realizado no laboratório de Técnica Dietética da UFRJ, onde foram adquiridos medidores caseiros comercializados no Rio de Janeiro, sendo 11 marcas de xícaras de chá (XCH) e 12 marcas de colher de sopa (CS), nos quais se realizou cinco aferições das capacidades gravimétricas e volumétricas. A massa foi determinada com a farinha de trigo e para o volume utilizou-se a água, densidade de 1,0 Kg/m3 a 4 ºC, como referência.  Os dados foram submetidos à estatística descritiva, a ANOVA e o teste de Tukey. A capacidade média de massa para as XCH e CS foi de 106,8 g e 6,8 g, respectivamente. As XCH e CS apresentaram volumes médios de 213,1 mL e 15,4 mL, respectivamente, com inadequação de 20 a 40% para as XCH, enquanto das CS foram de 7,4 a 16%, notoriamente de menor variação para ambas as capacidades. Detectou-se a não conformidade das capacidades dos medidores caseiros comercializados, com a recomendação nacional proposta pela RDC 359 de dezembro de 2003. Conclui-se há necessidade de uma legislação específica para padronização dos medidores comercializados, e por consequência controle por parte de órgãos fiscalizadores na fabricação e comercialização dos mesmos, a fim de evitar a imprecisão nas práticas em alimentação e nutrição pela população e profissionais das áreas afins.

DOI: 10.12957/demetra.2019.37993


Palavras-chave


Utensílios de alimentação. Pesos e medidas. Porção e culinária.

Texto completo:

PDF-PORT PDF-ENG (English)


DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2019.37993

e-ISSN: 2238-913X


Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.