AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE DE CAPACIDADE VOLUMÉTRICA DE CAÇAROLAS E CALDEIRÕES FRENTE ÀS ESPECIFICAÇÕES DO FABRICANTE E A LEGISLAÇÃO BRASILEIRA

Valdirene Francisca Neves dos Santos, Bianca Pinho Santos, Ana Carolina K. Miguez, Ornella Antonini, Maria Cristina de Almeida Gaspar

Resumo


As caçarolas e caldeirões de alumínios são utensílios indispensáveis em cozinhas domésticas e Unidades de Alimentação e Nutrição (UAN). Conhecer sua capacidade volumétrica possui relevância na prática das UANs, uma vez que  conduz ao controle mais efetivo quanto à administração e porcionamento dos alimentos, reduzindo as chances de desperdícios ou otimizando o espaço de seu armazenamento. Assim, planejou-se o presente estudo a fim de avaliar se a capacidade volumétrica de caçarolas e caldeirões, descrita pelos fabricantes, encontra-se de acordo com os valores reais analisados e em concordância com a legislação. Foram estudados 12 tipos de caçarolas e nove tipos de caldeirões. As avaliações foram feitas em triplicatas. Análise de variância e o teste t de Student foram utilizados para as comparações dos valores descritos pelos Fabricantes versus Medida Real encontrada. Os valores foram comparados com os descritos pela legislação brasileira em vigor. Os valores da capacidade volumétrica anunciados pelos fabricantes, quando comparados com os avaliados, não apresentaram diferenças estatisticamente significantes. Todavia, salienta-se a expressiva variação volumétrica permitida pela legislação e a falta de clareza na exatidão da capacidade volumétrica de caçarolas e caldeirões da linha industrial, utilizadas nas UANs. Observou-se não conformidade com a legislação quanto às informações que devem constar de forma permanente no corpo das caçarolas e caldeirões em 72% dos analisados. Conclui-se que são necessários cuidados na utilização desses utensílios, durante a elaboração de preparações culinárias. Sugere-se reformulação da norma brasileira sobre a capacidade volumétrica desses produtos, considerando variações volumétricas não superiores a 20%.

DOI: 10.12957/demetra.2016.21085


 

 

 


Palavras-chave


caçarola de alumínio, caldeirão de alumínio, capacidade volumétrica, unidades produtoras de refeições

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2016.21085

e-ISSN: 2238-913X


Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.