ADEQUAÇÃO NUTRICIONAL DE DIETAS PARA PERDA DE PESO EM REVISTAS NÃO CIENTÍFICAS BRASILEIRAS

Madeline Guimarães Souza, Ingride Even Lopes Andrade, Alanderson Alves Ramalho

Resumo


Objetivos: Avaliar a adequação do valor nutricional de dietas para emagrecimento veiculadas em revistas não científicas, conforme recomendações propostas de macro e micronutrientes. Metodologia: Trata-se de estudo observacional descritivo. Foram avaliadas 98 revistas, com um total de 151 dietas publicadas entre os anos 2010 e 2013. Utilizou-se o software DIETPRO ® versão 5i para obtenção quantitativa dos nutrientes, que posteriormente foi comparada com as recomendações atuais de macronutrientes (NCEP ATP III) e micronutrientes (DRIS, IOM). Resultados: A partir das informações repassadas ao leitor, pode-se observar que 80,8% foram planejadas por nutricionistas, 64,0% informavam valor energético de menor ou igual a 1.200 calorias e 50% afirmavam perda de peso superior a 3kg. Em relação aos macronutrientes, a maioria das dietas apresentou composição hipoglicídica (53,6%), hiperproteica (78,1%) e hipolipídica (45,7%). Dos 12 micronutrientes analisados, apenas dois (vitamina A e C) tiveram seus teores em conformidade ao recomendado pelas DRIS. Os nutrientes que apresentaram maiores frequências relativas de insuficiência foram: cálcio (47,7%), ferro (43,7%), zinco (71,5%), vitamina B12 (53,6%), vitamina D (97,7%), potássio (100%) e fibra (84,8%). Conclusão: O estudo sugere que dietas para perda de peso em revistas não científicas brasileiras não são apropriadas para uma correta reeducação alimentar e emagrecimento.

DOI: 10.12957/demetra.2015.16229

 

 


Palavras-chave


Dietas da Moda; Perda de Peso; Recomendações Nutricionais; Mulheres

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2015.16229

e-ISSN: 2238-913X


Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.