A CRIATIVIDADE DOS CHEFES DE COZINHA E O CONSUMO MODERNO DA GASTRONOMIA

Rita Cássia Ribeiro, Rita Cássia Marques, Edgar Gastón Jacobs Flores Filho

Resumo


Neste ensaio, pretende-se discutir a comensalidade moderna das refeições, tendo como pano de fundo a gastronomia e o trabalho dos chefes de cozinha. Esses profissionais, por meio da formulação dos cardápios, possibilitam às pessoas comerem o que quiserem e experimentarem novos sabores, e favorecem a incorporação de novos modos alimentares. Portanto, o objetivo foi investigar e discutir o papel da criatividade dos chefes de cozinha na elaboração de cardápios e os impactos dessa ação no consumo de alimentos. Nesta investigação, foram realizadas entrevistas semiestruturadas com chefes de restaurantes à la carte localizados na região centro-sul de Belo Horizonte, Minas Gerais. As entrevistas foram realizadas até a saturação das informações e o tratamento e interpretação dos resultados obtidos permitiram estabelecer uma relação entre o conteúdo manifesto nos discursos e a literatura científica pertinente. O processo criativo dos chefes e, consequentemente, sua influência nos novos modos alimentares da contemporaneidade, pode indicar um novo percurso para os estudos relacionados ao comportamento alimentar. Constatou-se que, em tempos de modernidade alimentar, a criatividade, a vivência pessoal e profissional e a emoção por ele provocada no cliente são fundamentos do trabalho do chefe de cozinha.

DOI: 10.12957/demetra.2016.15443

 

 


Palavras-chave


Restaurants. Cooking. Food consumption. Creativity.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2016.15443