“the sharp teeth of life prefer meat in the earliest childhood”: an ethnocartography with beasties eyes

marcos ribeiro de melo, michele de freitas faria de vasconcelos, edson augusto de souza neto

Abstract


in this article, we experience the exercise of a screen ethnocartography in agency with the film Beasts of the southern wild (2012) by the director Benh Zeitlin. We tested a film experimentation that led to a renewed writing (our) ways of life. We bet on cinema and childhood as possibilities for creating cracks and a stutter of language for the creation of new worlds and ways of living. In cinema images less as a representation, and more as art that proposes incompleteness, fissure, a hole in appearances. In childhood as an exercise of differentiation and resistance to dominant narratives in a given context. In childhood as a limiting experience of/in language, tirelessly exposing the human condition in front of the world. Thus, accompanying the main character of the plot, little Hushpuppy — a six-year-old resident of the “Charles Doucet Island”, experienced as “the Bathtub” —, we are shaken by the forms of life there, considered bestial and not recognized by city humans. Hushpuppy, his father and friends resist attempts to destroy their existence by the forms of the state that try to domesticate them, imbued with the logic that primitives must come to civilization, just as children must become adults.

 


Keywords


childhood; cinema; screen ethnocartography; language; beasties.

References


AGAMBEN, Giorgio. Infância e história: destruição da experiência e origem da história. Belo. Horizonte: Editora UFMG; 2005.

BALESTRIN, Patrícia; SOARES, Rosângela “Etnografia de tela”: uma proposta metodológica. In: MEYER, Dagmar Estermann; PARAÍSO, Marlucy Alves (org.). Metodologias de pesquisas pós-críticas na educação. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2012, p. 87-110.

BALESTRIN, Patrícia. Le fate ignoranti: a sexualidade levada a sério. Bagoas-Estudos gays: gêneros e sexualidades, v. 4, n. 10, 2013. Disponível em: . Acesso em: 13 jan. 2019.

BAPTISTA, Luis Antonio dos Santos. Ética e barbárie de um gesto: a fragilidade servil da infância. In: RODRIGUES, Alessandro (org.). Crianças em dissidências: narrativas desobedientes da infância. Salvador: Editora Devires, 2018, p. 167-184.

BEASTS OF THE SOUTHERN WILD. Diretor: Benh Zeitlin. 2012. Fox Pictures. DVD (93 minutos).

CORAZZA, Sandra Mara. Des-ilusão tem futuro?: artistagem da infância.. In: COLOQUIO DO LEPSI IP/FE-USP, 4., 2002, São Paulo. Anais eletrônicos... Disponível em:. Acesso em: 27 jan. 2020.

___. Artistagens: filosofia da diferença e educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.

DELEUZE, Gilles. Cinema 2: a imagem-tempo. 1. ed. São Paulo: Brasiliense, 2005.

DELEUZE, Gilles.; GUATARRI, Félix. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia. São Paulo: Ed. 34, 1997.

ELIAS, Norbert. A Solidão dos Moribundos: seguido de Envelhecer e Morrer. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

FERNANDES, Cleudemar. Discurso e produção de subjetividade em Michel Foucault. LEDIF, v. 2, n. 1, p. 1-19, 2011. Disponível em: . Acesso em: 12 de fev. de 2018.

HARAWAY, Donna J. Manifesto ciborgue: ciência, tecnologia e feminismo-socialista no final do século XX. In: HARAWAY, Donna J.; KUNZRU, Hari; SILVA, Tomás Tadeu (org.). Antropologia do ciborgue: as vertingens do pós-humano. Belo Horizonte: Autêntica, 2009, p. 33-118.

JARDS MACALÉ. Pacto de sangue. Besta fera. Disponível em: . Acesso em: 13 de jul. de 2019.

KASTRUP, Virgínia et al. O funcionamento da atenção no trabalho do cartógrafo. Psicologia & sociedade, v. 19, n. 1, p. 15-22, 2007.

KASTRUP, Virgínia. O devir-criança e a cognição contemporânea. Psicologia: reflexão e crítica, v. 13, n. 3, p. 373-382, 2000.

KOHAN, Walter. Infância, estrangeiridade e ignorância: ensaios de filosofia e educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

LARROSA, Jorge. O enigma da infância. In: ___. Pegadogia Profana: danças, piruetas e mascarados. Belo Horizonte: Autêntica, 2009, p. 183-198.

LEMINSKI, Paulo. Toda poesia. São Paulo: Companhia das Letras, 2013.

LOBO, Lilia Ferreira. Os infames da história: pobres, escravos e deficientes no Brasil. Rio de Janeiro: Lamparina, 2015.

NIETZSCHE, Friedrich. Assim falou Zaratustra. Editora Companhia das Letras, 1883/2011.

NIEZTSCHE, Friedrich. Além do bem e do mal: prelúdio a uma filosofia do futuro. Porto Alegre: L&PM, 1886/2008.

OKINAWA. Diretor: Leigh Jason. 1952. Columbia Pictures. DVD. (63 minutos).

PELBART, Peter Pál. Vida e morte em contexto de dominação biopolítica. Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo. São Paulo: IEA, 2008. Disponível em: . Acesso em: 13 de jun. de 2019.

RIAL, Carmem. Antropologia e mídia: breve panorama das teorias de comunicação. Revista Antropologia em primeira mão. Florianópolis: Programa de Pós Graduação em Antropologia Social, 2004.

ROLNIK, Suely. A hora da micropolítica (série Pandemia). São Paulo: Edições n-1, 2016.

SOUZA NETO, Edson Augusto; SANTOS, Anna Paula Silva; SANTOS, Geovanna Pirillo Canevalle dos; VASCONCELOS, Michele de Freitas Faria de. Balbuciando infâncias por meio da etnocartografia de tela. In: SILVA, Renato Izidoro da; NOGUEIRA, Adriana Dantas; FRANÇA, Lilian Cristina Monteiro (orgs.). Cinema e interdisciplinaridade: convergências, gêneros, discursos. 1. ed., vol. 3. Aracaju: Criação Editora, 2019. cap. 10, pp. 197-220.

VASCONCELOS, Michele de Freitas Faria de; MELO, Marcos Ribeiro de; OLIVEIRA, Roselusia Teresa de Morais. Imagens, narrativas, culturas infantis em “Abril despedaçado”: tateando um modo de olhar. Revista Tempos e Espaços em Educação, v. 10, n. 21, p. 67-76, 2017. Disponível em: . Acesso em 10 de dez. de 2019.

VASCONCELOS, Michele de Freitas Faria ; MELO, Marcos Ribeiro; SOUZA NETO, Edson Augusto. Etnocartografar com olhos rebeldes: infantilando imagens com “A Culpa é do Fidel”. Interdisciplinar - Revista de Estudos em Língua e Literatura, v. 29, n. 0, 2018. Disponível em: . Acesso em: 13 jan. 2019.

VICENTE, Bruna Gabriela Correia; SILVA, Débora Cristina Santos e. A cartografia de Deleuze e Guattari como metodologia de pesquisa. IN: IV Congresso de Ensino, Pesquisa e Extensão da UEG. 2018, Anápolis. Anais. Disponível em:< https://www.anais.ueg.br/ >. Acesso em 13 jan. 2019.




DOI: https://doi.org/10.12957/childphilo.2020.48116

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


childhood & philosophy Creative Commons License
e-issn 1984-5987 | p-issn 2525-5061