DOCUMENTANDO A SUPERDIVERSIDADE – O CONTRIBUTO DA DIALECTOLOGIA E INTERDISCIPLINARIDADE NA CONSTRUÇÃO DE UM ATLAS LINGUÍSTICO DE MOÇAMBIQUE

Sarita Monjane Henriksen

Resumo


Num mundo cada vez mais globalizado e caracterizado por uma grande mobilidade e movimentos populacionais, observa-se, como consequências inevitáveis, a formação de sociedades marcadas por uma crescente diversidade linguístico-cultural, ou por aquilo que Vertovec (2007) chama de  superdiversidade. A existência de sociedades plurais apresenta desafios de vária ordem para as sociedades, em geral, e para os sistemas escolares, em particular. Neste âmbito, urge, portanto, recorrer a uma abordagem interdisciplinar, que exige um papel mais pró-activo das disciplinas de Sociolinguística, Dialectologia, assim como da Planificação e Política Linguística. Este artigo defende a necessidade de revisitar as teorias e métodos sociolinguísticos, da dialectologia e da geolinguística, de forma a melhor compreender a paisagem linguística moçambicana em constante mudança, no Século XXI, permitindo, dessa forma, identificar com maior precisão as variedades linguísticas presentes no território moçambicano, a variação resultante da coabitação e do contacto linguístico e construir um atlas linguístico actualizado de Moçambique. O principal argumento apresentado é que o recurso a inquéritos dialectológicos, o uso de métodos básicos de recolha de dados, que incluem os dados demográficos dos informantes, a idade, nível de escolarização e ocupação, assim como o período de residência numa determinada área e padrões de deslocação ou mudança de residência, bem como o recurso a uma abordagem de observação mais naturalística, com um enfoque mais descritivo sobre as comunidades de prática e redes sociais são fundamentais para permitir a construção de um mapa linguístico e dialectológico de Moçambique, que apresenta claramente a distribuição de variedades linguísticas existentes ou emergentes, os sotaques, os dialectos sociais e regionais, desta forma descrevendo a relação intrínseca entre a sociedade e o uso da língua.


Palavras-chave


Superdiversidade, Imigrantes invisíveis, Dialectologia, Atlas Linguístico, Planificação e Política Linguística, Língua e Educação

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/seminal.2022.65070

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1414-4298 | e-ISSN: 1806-9142

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.