A LITERATURA E AS PRÁTICAS DOCENTES: UM UNIVERSO A SER EXPLORADO

Simone Alves Pedersen, Jussara Cristina Barboza Tortella

Resumo


Muito tem sido discutido sobre a importância da leitura, o baixo rendimento apresentado por estudantes brasileiros, e a literatura infantojuvenil (LIJ) como possibilidade de mudança dessa realidade. A Teoria Social Cognitiva (TSC), explica as dimensões psicológicas da aprendizagem, com base na tríade: homem, ambiente e comportamento. Esse artigo aborda uma pesquisa-ação com um grupo de 12 professoras e 4 coordenadoras. Apresentaram-se estratégias de autorregulação da leitura que foram aplicadas em sala de aula pelas participantes. Após um ano, 3 professoras foram entrevistadas novamente. Resultados indicaram que houve mudanças nas práticas docentes das participantes, e um novo olhar em relação a seleção de obras literárias, que resultaram em maior compreensão leitora dos alunos, engajamento nas aulas e protagonismo em sua aprendizagem.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/cadsem.2018.31015

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1414-4298 | e-ISSN: 1806-9142

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.